• OKARA HUB

10 PRINCIPAIS TENDÊNCIAS PARA A CONSTRUÇÃO EM 2019

A indústria da construção está sob significativa mudança de paradigma.

Quando olhamos para trás ao longo da história, notamos o aparecimento de várias iniciativas com o viés tecnológico e inovação que possibilitaram grandes avanços.

Aqui estão algumas das tendências mais notáveis que os especialistas acreditam que você deve esperar para ver no setor de construção em 2019.


1. Realidade aumentada


A capacidade de visualizar um espaço através de uma lente, deve abrir muitas novas oportunidades para o setor de construção, mesmo que isso tenha um custo. As empresas que podem começar a usá-la agora revolucionarão a maneira como projetam, constroem e vendem os empreendimentos.


2. Software de construção e ecossistema de dados


O software de colaboração em tempo real já é considerado um componente essencial de todo o processo de construção. No entanto, seu impacto no setor deverá aumentar substancialmente no futuro próximo. É disponsável dizer que os dados têm desempenhado um papel fundamental nesta mudança de paradigma na construção.

O surgimento de um ecossistema de dados no qual todos os participantes da indústria se reunem e compartilham dados, experiência e conhecimento do projeto está mais próximo do que poderíamos imaginar. 


A capacidade de integrar seus processos e sistemas existentes em uma única plataforma totalmente conectada, pode capacitar a maneira como as pessoas trabalham. Uma infinidade de soluções de software para diferentes funções e disciplinas no curso de um projeto de construção civil agora pode ser combinada sem esforço em um só lugar.


O uso de ferramentas digitais facilita o acesso à informações valiosas e, com isso, a minimiza atrasos, retrabalhos e falhas de comunicação entre o canteiro de obra e o escritório da construtora.


Nesse sentido, espera-se que um software de colaboração confiável em tempo real funcione como backbone digital para o processo de construção do início ao fim.


3. BIM


Semelhante ao último ano, o BIM é novamente uma das tendências de tecnologia de construção. Não é surpresa se levarmos em conta que o surgimento de um ecossistema de dados aberto e altamente colaborativo está a caminho.


A tecnologia BIM pode ser o catalisador para uma mudança fundamental na forma como gerenciamos, projetamos e desenvolvemos um projeto. Existem muitos e diferentes níveis de programação habilitados por meio do BIM. O 4D e 5D BIM são dois exemplos muito representativos.


De um ponto de vista geral, o BIM trará mais precisão ao processo de construção e capacitará o intercâmbio de informações importantes sobre o projeto entre as diversas partes interessadas. Além disso, espera-se que sua evolução posterior torne os projetos de maisprodutivos e acessíveis, incluindo medidas revolucionárias de sustentabilidade e segurança.


É evidente, então, que o BIM poderia funcionar como um divisor de águas para a construção civil, oferecendo uma descrição detalhada do desenvolvimento do projeto em um ambiente aberto e altamente colaborativo.


4. Construção Modular


Há uma tendência crescente para a pré-fabricação multi-comércio. Isso é algo que a Conferência de Pré-Fabricação de Múltiplos Comércio está abordando agora. Foi a primeira conferência multi-trade realizada para o crescente número de empresas de construção que estão implementando estratégias de pré-fabricação. Um grande exemplo disso ocorreu em Dubai, onde um prédio de escritórios em foi impresso em apenas 17 dias, seguido por apenas dois dias de montagem no local.


Muitos especialistas do setor de construção civil acreditam que continuaremos vendo essa prática crescer nos próximos anos, especialmente porque o custo e o tempo não são mais tão proibitivos. Isso não significa que eles não são mais problemáticos, simplesmente que estão sendo abordados de maneira a ajudar a impulsionar esse setor.

Outra tendência crescente é a construção modular. Essa tendência é semelhante à pré-fabricação, pois muitas pessoas a vêem crescendo em popularidade nos próximos anos. Já existem algumas empresas de construção progressiva que começaram a implementar essas estratégias na maneira como executam suas operações - especialmente empresas de manufatura.


Essas empresas usam processos padronizados para montar o máximo possível fora do local antes de concluírem o projeto de construção no local. O benefício aqui reside no fato de que a padronização reduz os custos e os prazos de entrega.


Todos esses processos são muito benéficos:


Eles são amigos do meio ambiente, porque ao trabalhar na construção em uma fábrica você pode facilmente reciclar qualquer material extra. Isso é muito melhor do que o que estava acontecendo com as práticas tradicionais de construção - muitas das quais seriam forçadas a enviar grandes quantidades dejeitos a aterros.


A pré-fabricação economiza muito dinheiro. As construtoras podem obter descontos em massa nos materiais. Além da economia de dinheiro.


Como todo o trabalho ocorre em um ambiente controlado por fábrica, há menos risco de problemas que normalmente estão associados ao clima, riscos ambientais e sujeira.


5. Concreto auto-regenerativo


Muitos dos especialistas do setor acreditam que começaremos a ver concreto auto-reparávelsendo usado em estradas, prédios e casas. Como o concreto é o material mais produzido e consumido na indústria da construção, muitos acreditam que até 2030 estaremos usando cerca de 5 bilhões de toneladas por ano. Parte disso é devido ao boom urbano que está sendo experimentado na China e na Índia hoje. Atualmente, os Estados Unidos já representam 8% do total de emissões globais nessa área.


6. Drones


Muitos canteiros de obras já são dependentes do uso de drones. Os drones são muito benéficos, pois economizam muito tempo e esforço. Por exemplo, os profissionais podem inspecionar um terreno em apenas alguns minutos, enquanto no passado, os topógrafos levariam várias semanas ou meses. Obviamente, isso também economizará muito dinheiro para as construtoras.


Como a tecnologia de drones continua se desenvolvendo rapidamente em sua exatidão e precisão de suas leituras, menos envolvimento humano será necessário. No passado, muitas empresas estavam hesitantes em usá-los, mas hoje, à medida que a tecnologia se torna muito mais eficiente, mais construtoras apostam nessa tecnologia.


7. Robôs


A JB Knowledge diz que a robótica é algo que não deva ser negligenciada. Setores como a saúde já estão investindo muito dinheiro nelas. Os robôs se tornação uma força dominante na indústria da construção à medida que se tornam mais precisos. No começo, o custo da robótica será alto, mas vale a pena pelo menos prestar atenção nessa tecnologia.

Atualmente já podemos testemunhar robôs sendo capazes de fazer coisas como colocar tijolos e amarrar vergalhões, até mesmo vê-los concluindo projetos de construção operados pelo homem.


8. Nuvem e tecnologia móvel


Há alguns anos, a maioria das pessoas não sabia ou não conseguia explicar o que era um sistema operacional em nuvem. Isso não acontece mais. Na verdade, a maioria dos dispositivos móveis podem aproveitar a tecnologia da nuvem de qualquer lugar e a qualquer momento. Há muitas vantagens nisso, incluindo armazenar quantidades quase ilimitadas de informações que pode-se compartilhar instantaneamente com apenas um toque.

Isso é muito menos caro também - cerca de um décimo do que o compartilhamento de tecnologias antigas custavam. Como o sistema de telefonia comercial baseado em nuvem é acessível de qualquer lugar em que você tenha uma conexão com a internet, você pode esperar que ele se torne uma parte obrigatória da indústria da construção civil no futuro, especialmente se você quiser se manter competitivo.


9. Usos avançados do GPS


A Construction World diz que, embora as soluções de rastreamento por GPS não sejam novidade, elas agora estão sendo usadas de maneiras mais criativas e engenhosas:


O levantamento de informações foi drasticamente aprimorado porque as equipes não precisam mais usar equipamentos de medição tradicionais.


Os gerentes de projetos também estão usando o GPS para o gerenciamento de frotas. Hoje, cada um dos seus veículos é equipado com um dispositivo rastreável via computador e smartphones. Isso permite que todos saibam onde os veículos estão sempre.


É mais fácil encontrar equipamentos perdidos ou roubados porque agora pode-se gerar mapas que identificam a localização exata de qualquer um desses itens.


Muitas pessoas da indústria da construção civil sentem que não estamos nem perto de ver o fim do crescimento da tecnologia GPS. Não apenas as aplicações em veículos autônomos e tecnologia wearble estão em ascensão, mas também estamos destinados a ver veículos sem motorista. Isso não será mais algo que só ouviremos sobre a Uber, as empresas de construção também as usarão. 


Há profissionais que atualmente trabalham em veículos autônomos que tornam os canteiros de obras ainda mais eficientes. Por exemplo, tanto a Caterpillar quanto a John Deere estão trabalhando em tratores que terão controle automático de pás.


Também estamos testemunhando a indústria da construção tomando emprestado do setor de mineração. Em específico, há uma peça de equipamento sem motorista na qual a Komatsu, sediada em Tóquio, usa o GPS para transportar minério. À medida que o número desses veículos sem motorista continua crescendo, teremos um guia confiável e poderoso para o maquinário automatizado. 


10. Tecnologia Wearble


Embora muitas pessoas possam pensar que isso é apenas senso comum, não se deve deixar de mencionar que a tecnologia wearable (por exemplo: Fitbit, óculos 3D, Google Glass) se tornará uma tendência emergente útil para manter seguros os trabalhadores. Isso ajudará a evitar que os funcionários observem constantemente suas instruções, porque agora eles podem conversar entre si por meio dessa tecnologia. Além disso, a tecnolgia poderá rastrear onde os trabalhadores estão se houver um acidente.


14 visualizações
8b27846f50aae4f761b63060e8bba2aa.png